Categories: Espiritualidade, Liturgia Tags: , Deixar um comentário

Vivência quaresmal: uma preparação para a Páscoa

Autor: Pe. Geraldo Cardoso de Oliveira

Texto publicado no Kerigma (Março/2019)

Ao iniciar a Quaresma, a Igreja nos apresenta liturgias ricas em exortações à conversão. Tal aspecto está orientado para a finalidade de promover, no coração dos cristãos, uma real preparação para o tempo que se espera: o tempo da Páscoa. O Mistério Pascal é vivenciado semanalmente em cada celebração eucarística, em que se proclama o “Maranathá”, o “vem senhor Jesus”, daqueles que têm esperança em sua vinda gloriosa. Porém, importa esperar e ansiar com especial atenção a fonte desde onde emana esse rio: a Solene Celebração da Páscoa do Senhor.

No que tange a este tempo, é necessário que reflitamos acerca das nossas atitudes, do nosso modo de levar a vida, pois tantas vezes nos temos desviado da vontade de Deus. Somente através do discernimento do quanto precisamos melhorar, e até mesmo mudar radicalmente, poderemos tomar atitudes que possam ir nos adequando ao projeto de Deus. O ponto de partida é o combate espiritual irrigado de orações e de obras de caridade, próprias de um fiel cristão. Para vivermos melhor o tempo da Páscoa e nossa vida como católicos, é importante começar a observar os pequenos detalhes que fazem toda a diferença como, por exemplo, a nossa postura ao participar das liturgias do início ao fim, nosso relacionamento em casa, nosso modo de agir no trabalho e nossa postura na vida como um todo. Estar sóbrio e de alma serena, com ânsias de confirmar, com fidelidade, adesão a Cristo, ajudará nossa alma a elevar-se e nos dará a capacidade de enfrentar os desafios internos e externos. Tudo isso é possível se, com generosidade de alma, observarmos as práticas apresentadas pela Igreja na quaresma: jejum, esmola e oração; sem elas, viveremos apáticos e insensíveis ao apelo do Senhor, que diz: “quem quer seguir-me deixe tudo, tome a sua cruz, venha após mim e siga-me!”

Deixemo-nos ser banhados pela luz divina manifestada no Filho Unigênito de Deus, Jesus Cristo; e aguardemos, com a alegria estampada no rosto, sua chegada gloriosa.

FELIZ PÁSCOA!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *